Notícias

CORONAVÍRUS: TIRE SUAS DÚVIDAS

Última atualização, 12/05 às 15:20h

Coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença. Combater a epidemia é uma tarefa de todos! Juntos, vamos vencer essa batalha.

Sintomas

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:

  • Febre.
  • Tosse.
  • Dificuldade para respirar.

Prevenção

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar álcool em gel.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Cobertura do exame

O Hapvida Saúde está seguindo todas as recomendações feitas pela ANS e  Ministério da Saúde.

Quando procurar a unidade e exame?

Deve procurar avaliação médica quem apresentar febre e sintomas respiratórios (tosse ou dificuldade para respirar) e tiver histórico de viagem para área de transmissão, ou de contato próximo com caso de infecção pelo covid-19, nos últimos 14 dias. A respeito dos exames, eles são realizados de acordo com a indicação do médico.

Quem deve realizar o teste?

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a partir da consulta de urgência, o médico vai sinalizar a necessidade de realização do teste, com base na gravidade dos sintomas apresentados e do perfil de risco do paciente.

Onde posso fazer o teste?

Todas as nossas unidades de urgência e emergência (Hospitais e Prontos Atendimentos) estão realizando atendimento para quem suspeita ou apresenta sintomas para o coronavírus. Se o médico entender a necessidade do exame, seguindo as orientações do Ministério da Saúde (MS), ele vai solicitar a coleta, que também está sendo realizada nas nossas unidades de urgência e emergência.

Para saber nossos endereços, acesse o link: http://bit.ly/RedeExclusivaHapvida

Em quanto tempo sai o resultado?

De acordo com o Ministério da Saúde a liberação se dá de acordo com o prazo dado pelo laboratório responsável pela realização do exame, que é de 7 dias. Esse prazo pode ser alterado conforme a demanda solicitada.
A partir do momento que a pessoa testa positivo para o novo coronavírus, o que ela deve fazer? É recomendada a internação? A pessoa faz o tratamento em casa? 

Não é recomendada a internação. A internação é necessária somente em caso de descompensação respiratória, como acontece nas demais síndromes gripais. A orientação, quando o resultado dá positivo é o isolamento domiciliar e social, com o máximo rigor. Em relação ao tratamento em casa, é preciso que os pacientes sigam todas as recomendações dadas pelo profissional médico e retorne à unidade hospitalar, caso haja intensificação ou piora dos sintomas.
Tenho procedimentos marcados. O que faço?

Para proteger você e seguindo as orientações do Ministério da Saúde, da Agência Nacional de Saúde (ANS) e do Governo, o Sistema Hapvida Saúde informa que:

1. As consultas agendadas, ou seja, as que você marcou hora e dia com o médico, estão presencialmente suspensas em nossas Clínicas por prazo indeterminado. Porém, o atendimento em clínica geral, pediatria, obstetrícia, oncologia e nefrologia continua normalmente.

Sempre com você
Caso você precise de uma consulta em outra especialidade que não foi citada acima, não se preocupe! Entre em contato com nossa Central de atendimento pelo Chat todos os dias, até às 22h, ou pela nossa Central (4002.3633/ 4020.3633). Nossa equipe está pronta pra ajudar você!

2. Os atendimentos de urgência e emergência permanecem em funcionamento normal nas nossas unidades hospitalares. Se você tiver sintomas do Coronavírus, você deve ficar isolado e pode se consultar com um médico sem sair de casa: basta acessar nosso site ou app e seguir as instruções.(Serviço disponível a partir do dia 6).

3. Os serviços de hemodiálise, radioterapia e quimioterapia também permanecem com seu funcionamento normal.

4. Todas as cirurgias agendadas, ou seja, as que você marcou hora e dia com o médico estão suspensas por prazo indeterminado. Porém, algumas cirurgias dentro das especialidades de obstetrícia e oncologia, ou classificadas como inadiáveis pelo seu médico, serão mantidas, e você receberá o contato de confirmação da nossa equipe de agendamento cirúrgico.

5. Todos os exames agendados, ou seja, os que você marcou hora e dia com o médico estão cancelados. Porém, exames classificados como inadiáveis pelo seu médico, serão mantidos e você também receberá o contato de confirmação da nossa equipe de exames.

6. Sessões de tratamento nas áreas de nutrição, psicologia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, acupuntura e fisioterapia (exceto as respiratórias) agendadas em nossas Clínicas e Medicina Preventiva também estão canceladas. Porém, se algo acontecer, você pode acionar nossa central de atendimento pelo Chat , todos os dias, até às 22h, ou pela nossa Central (4002.3633/ 4020.3633). Nossa equipe de Medicina Preventiva está monitorando os casos que não podem ter tratamento interrompido, por isso, fique tranquilo!

Neste momento, nossos esforços estão concentrados nos atendimentos à pandemia do Coronavírus, por isso, contamos com sua compreensão! Combater o Coronavírus é tarefa de todos! Se puder, fique em casa. Juntos, vamos vencer essa batalha!

 

Saiba quais são as nossas Hapclínicas que estão funcionando normalmente.

Saiba como está sendo o funcionamento Vida&Imagem e Coleta laboratorial

O que fazer caso eu precise de Atendimento Odontológico?

 

Tenho parente/conhecido internado em uma unidade do Hapvida, posso fazer visitas?

Diante do alto fluxo de pacientes com sintomas respiratórios em nossas unidades, ocasionado também pelo Coronavírus, a partir do dia 20 de março de 2020, só será permitida a entrada de 01 acompanhante para pacientes idosos, crianças, gestantes, menores de 18 anos e portadores de necessidades especiais nas nossas unidades de urgência, emergência e Prontos Atendimentos (PAs). Essa decisão é pensando na saúde de todos, pois evita que pessoas sejam expostas ao vírus sem necessidade.

Estou gestante, meus atendimentos continuam?

Acesse essa notícia para mais informações.

Por que eu devo ficar em casa e evitar aglomerações?

O Ministério da Saúde recomenda a redução do contato social (evitar aglomerações, por exemplo) para pessoas sem sintomas. A redução do contato social diminui as chances de transmissão do vírus. A mudança de comportamento e rotina é fundamental no enfrentamento do coronavírus. Adote horários alternativos para evitar aglomeração de pessoas, como ir ao supermercado, por exemplo, fora do horário de pico.  Lembre-se: esse é um período da nossa vida que vai passar, pois a pandemia tem um ciclo.

Como faço para pagar ou negociar o meu boleto do plano de saúde?
Para boletos vencidos, a opção de negociação disponível no momento é o pagamento no cartão de crédito. Detalhes sobre parcelamento, basta entrar em contato com a central de negociação no 4020-9093 e verificar as condições.
Caso deseje pagar em dinheiro, pode pagar o boleto em qualquer local até 90 dias do vencimento, é possível realizar os pagamentos on-line (App bancário, internet banking) e, até o momento, os bancos e lotéricas continuam funcionando, houve apenas ajuste no horário de funcionamento.
Se o boleto estiver vencido há mais de 90 dias, também deve procurar a negociação no 4020-9093.

O Sistema Hapvida Saúde segue as orientações do Ministério da Saúde e, por isso, suspendeu as consultas eletivas devido ao período de quarentena. Fazemos isso para proteger você e sua família e, também, para combater o avanço do COVID-19. Nossos serviços de urgência e emergência continuam funcionando normalmente. Reforçamos a importância de manter o pagamento do seu plano em dia, pois isso é essencial para sua saúde e para o pleno funcionamento da nossa Operação. Por esse motivo, não serão concedidas prorrogações ou descontos aos beneficiários do plano. Contamos com sua compreensão!
Ainda estou com dúvidas, o que posso fazer?

Para dúvidas sobre o Coronavírus: clique aqui.  
Para conversar com nossos Psicólogos: clique aqui
Para conversar com nossos Nutricionistas: clique aqui
Para conversar com nossos Dentistas: clique aqui
Nossos profissionais estão prontos para tirar suas dúvidas.
Atendimento: 8h às 18h (de domingo a domingo)

Caso ainda necessite, você pode ligar para nossa Central exclusiva sobre o Coronavíruis:  40022872.
Atendimento: 24h (de domingo a domingo)

Caso sua necessidade de consulta seja inadiável, acesse esse chat ou ligue em nossa central:
Call Center 24h (Capitais): 4002.3633 ou 4020.3633
Call Center 24h (Pernambuco): 4002.2870
Call Center 24h (Interiores e capitais): 0300 313 3633
Marcações de consultas e exames: 6h às 22h
SAC 24h (exclusivo para telefones fixos):
0800 280 9130

Notícias

HAPVIDA AMPLIA REDE DE TELECONSULTA PARA COMBATER A COVID-19

Dinâmico e de fácil acesso, o serviço faz parte dos investimentos da empresa para diminuir os casos da doença no Brasil

Está com sintomas da Covid-19? Não saia de casa. CLIQUE AQUI para fazer sua teleconsulta. Caso apresente coriza, tosse seca, febre, falta de ar, dor no corpo ou dor de cabeça, você pode fazer uma teleconsulta por vídeo com um dos médicos pelo site do Hapvida. Em breve, também será possível acessar pelo aplicativo. Essa é mais uma iniciativa do Sistema Hapvida, desenvolvida pelas equipes internas da empresa, como Inovação, TI e Diretoria de Gestão Empresarial (DGE), além da Maida.health, holding de tecnologia do sistema Hapvida, para acompanhar a saúde dos clientes e, junto com a população, combater o novo coronavírus.

Para o paciente ter acesso ao serviço oferecido pelo Hapvida, basta acessar o link http://bit.ly/consultacoronavirus, pedir para realizar uma consulta de urgência e seguir os protocolos.

O serviço funciona todos os dias, 24h. A ideia dessa iniciativa é ser um suporte a mais para os clientes e evitar a ida desnecessária para uma unidade hospitalar quando apresentar sintomas que podem ser tratados em casa. Vale reforçar a recomendação do Ministério da Saúde de só ir ao hospital ou pronto atendimento em casos de urgência para evitar contágio com outras doenças.

Segundo o diretor corporativo de telemedicina do Sistema Hapvida, José Luciano Monteiro, é importante investir nas mais diversas áreas da medicina para conter essa pandemia. A teleconsulta por vídeo será útil nesse momento por ser mais um suporte para os clientes. Todos nós precisamos seguir as recomendações do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS).

Inovação

A solução foi desenvolvida pela Maida.health, a partir de inteligência própria em telemedicina e plataforma existentes no mercado, para que pacientes suspeitos de Covid-19 possam ter uma alternativa médica segura.

De acordo com o Gerente de Produtos da Maida.health, Luiz Gonzaga, a teleconsulta sempre foi uma aposta da empresa, que após a regulamentação do Ministério da Saúde se tornou possível. “Aliamos a tecnologia de mercado ao nosso time de médicos e gestores para oferecer uma plataforma completa, ou seja, teleconsulta direta, com suporte a prontuário, seguimento multiprofissional, prescrição validada por certificados digitais, médicos treinados e acompanhados, indicadores de performance etc. O objetivo aqui é entregar de forma digital a mesma experiência que você tem em uma consulta real, não apenas a conversa com o médico”, explica.

Notícias

NOVO SITE DE VENDAS ON-LINE

Para proporcionar uma nova experiência de compra, o Hapvida criou um sistema de vendas inteiramente on-line. Estamos lançando um novo canal de vendas 100% digital, que facilita a contratação de plano de saúde da maior rede exclusiva nos 12 estados do Norte e Nordeste, pelo menor preço, tudo on-line.

Para solicitar, não é preciso sair de casa, basta acessar o site bit.ly/QueroHap, preencher os dados solicitados e montar o plano ideal para você. Após o fechamento do contrato, o novo beneficiário ficará ativo após a confirmação do pagamento. Mais uma novidade que faz bem pra você!

Notícias

SISTEMA HAPVIDA REGISTRA QUEDA DE ATENDIMENTOS E INTERNAÇÕES POR COVID-19 E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

Presente nas cinco regiões brasileiras, o Sistema Hapvida encerra o mês de maio com a constatação de uma queda no número de atendimentos de urgência nos seus hospitais, além da redução de internações e óbitos decorrentes da Covid-19 doenças respiratórias. A comparação foi realizada considerando os picos de atendimento do início do mês de maio até o final do mesmo mês, monitorados em toda a rede por meio de um sistema integrado de protocolo hospitalar.

Segundo o presidente do Sistema Hapvida, Jorge Pinheiro, apesar de uma leve tendência de elevação em áreas como Bahia, Manaus e interior de São Paulo, outras áreas tidas como críticas estão mostrando sinais de recuperação à Covid-19. “Registramos uma redução de 72% nos atendimentos de urgência relacionados às doenças respiratórias, de toda a rede, considerando o pico alcançado no período de 4 a 31 de maio; queda de 51% nas internações, de 2 a 31 de maio; e 50% da diminuição de óbitos decorrentes da doença entre os dias 13 e 31 do mesmo mês”, afirma o Pinheiro.

Além disso, a Companhia celebra o marco de mais de 4 mil altas de pacientes positivados pela Covid-19 em sua rede própria, de acordo com o último balanço do dia 02 de junho. “Um reconhecimento a todos os profissionais que dedicam cada minuto da medicina para salvar vidas. Também nos orgulhamos, em meio a todo esse cenário delicado, de proporcionar um atendimento digno aos nossos beneficiários com soluções diferenciadas na gestão de saúde, inovação e excelência”, completa o presidente do sistema.

Confira os números mais expressivos de queda de atendimento Covid-19 e doenças respiratórias no Sistema Hapvida: 

Pernambuco: 

Atendimento de urgência: – 80%, entre 4 e 31 de maio

Internação: – 69%, entre 6 e 31 de maio

Óbitos: – 75%, entre 14 e 31 de maio

Ceará: 

Atendimento de urgência: – 83%, entre 4 e 31 de maio

Internação: – 75%, entre 12 e 31 de maio

Óbitos: – 44%, entre 20 e 31 de maio

Amazonas:

Atendimento de urgência: – 90%, entre 13 de abril e 31 de maio

Internação: – 86%, entre 28 de abril e 31 de maio

Óbitos: – 85%, entre 4 e 31 de maio

Pará:  

Atendimento de urgência: – 88%, entre 27 de abril e 31 de maio

Internação: – 80%, entre 22 e 31 de maio

Óbitos: sem óbitos, entre 28 e 31 de maio

Maranhão: 

Atendimento de urgência: – 94%, entre 13 de abril e 31 de maio

Internação: – 62%, entre 22 de abril e 31 de maio

Óbitos: sem óbitos, entre os dias 30 e 31 de maio

Notícias

Atualização de CPF

A agência nacional de saúde, no cumprimento das atividades previstas no Art.20 da Lei 9656, exige que beneficiários de plano de saúde maior de 18 anos informe seu CPF.

Em atenção a esta exigência, solicitamos para aqueles que foram notificados por e-mail, SMS, através do boleto ou por contato telefônico que atualize agora mesmo seus dados cadastrais.

Notícias

TPM: Nutricionista explica em quais situações a ingestão dos minerais, ferro e zinco pode fazer bem ou mal

Um curto espaço de dias, todo mês, dá a elas fama de impacientes, furiosas e chatas. Adjetivos que desagradam o ego de qualquer mulher. É a Tensão Pré-Menstrual (TPM), período em que os ânimos estão à flor da pele e a vulnerabilidade em alta. Porém, um estudo publicado no site American Journal of Epidemiology pretende reduzir as consequências dessa alteração hormonal.

Liderada pela Escola de Saúde Pública e Ciências da Saúde da Universidade de Massachusetts e pela Universidade Harvard, ambas nos Estados Unidos, a pesquisa conta com universo de cerca de 3 mil mulheres, acompanhadas por meio de questionários diários desde 2003. Quando selecionadas, no início do estudo, elas não apresentavam nenhum sinal de TPM. O resultado foi seguinte: 1.057 delas foram diagnosticadas com sintomas do distúrbio e outras 1.968 permaneceram livres dele.

“Descobrimos que os riscos de desenvolvimento da TPM em mulheres que consumiram ferro de alimentos de origem vegetal e em suplementos é de 30% a 40% menor que em relação àquelas que consumiram quantidades pequenas do nutriente”, comentou a pesquisadora Elizabeth Bertone-Johnson, uma das autoras do estudo, no site American Journal of Epidemiology. O consumo elevado de zinco também foi ligado à redução da tensão pré-menstrual.

A nutricionista Larissa Albuquerque, do Hapvida Saúde, atenta que o estudo ainda é sugestivo, então não se pode ter certeza dos resultados, principalmente porque ele sugere uma suplementação maior que a recomendada para mulheres antes da menopausa. “Não podemos esquecer que a reação positiva depende do fator organismo, é individual, por exemplo, mulheres que tenham a taxa de ferritina alta devem evitar alimentos ricos em ferro”, explica.

No entanto, para quem não possui restrições naturais a estes alimentos, a ingestão pode ser feita sem grandes problemas, diariamente, pois são saudáveis e contributivos para o organismo como um todo. Mas, sem exageros! Larissa orienta que se a quantidade de ferro e zinco ingerida não for recomendada para a idade, pode causar efeito tóxico. Estes nutrientes são encontrados em verduras como a couve-folha, o brócolis, a rúcula, o espinafre, mas também em carne vermelha, vísceras, frutos do mar e em grãos, a exemplo do feijão e do grão de bico.

Quanto à atuação do sódio, sempre comentado como influência na TPM, ela explica que, por causar retenção hídrica, faz com que a mulher fique inchada, e como nesta fase ela já não se sente bem, o inchaço causa desconforto físico e também psicológico, já que ela não aceita ter o aumento de peso.

“Toda faixa etária tem recomendações diferentes”, lembra Larissa. Por isso, alerta: “é de grande importância sempre que quiser fazer uma suplementação ou saber qual a sua recomendação de nutrientes ou minerais, procurar um nutricionista”, finaliza. Dieta é coisa séria. Passar pelo período pré-menstrual com tranquilidade também.

Notícias

Gravidez após os 35 anos: Entenda por que adiar a maternidade pode trazer riscos à mãe e ao Bebê

Do ano de 2000 até hoje, houve um crescimento de 18% no número de mães que optam por ter filhos a partir dos 30 anos ou mais, no Brasil. Este cenário é apontado por uma pesquisa divulgada, em 2012, pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Estes dados refletem uma significativa mudança: as mulheres estão estudando mais e conquistando posições cada vez mais altas no mercado de trabalho. As mudanças de atitude e de comportamento têm feito com que muitas mulheres optem por esperar mais tempo para ter filhos, já que a maternidade acaba, muitas vezes, concorrendo com o tempo dedicado à carreira.
Adiar a maternidade pode trazer vantagens como o bebê nascer em uma família mais financeiramente estruturada e até mais madura. No entanto, quem decide esperar muitos anos para engravidar, precisa estar ciente dos cuidados que uma gestação nessas condições exige.

Especialistas afirmam que termos biológicos, a idade ideal para gerar um bebê está por volta dos 20 e 30 anos, fase da vida em que a mulher está mais fértil. A partir daí, há uma diminuição na produção de óvulos e a dificuldade de engravidar aumenta, trazendo riscos para mãe e bebê.

Segundo o tocoginecologista do Hapvida Saúde, Elson Almeida, a gestação após 35 anos necessita de atenção especial. É considerada uma gravidez de alto risco, pois nesta idade aumentam as chances de se desenvolver doenças crônicas e genéticas, como diabetes, hipertensão e tireoideopatias (doenças relacionadas à glândula tireoide), para as mães, e doenças genéticas aos filhos como as síndromes de Down, Patau e Edward. “As doenças genéticas podem ocorrer porque os óvulos da mãe em idade avançada podem estar ’envelhecidos’. Quanto maior a idade, maior a chance de haver tais doenças”, explica o médico.

Apesar destas complicações, o especialista afirma que hoje já existem mecanismos para avaliação dos problemas de saúde existente em cada paciente permitindo que mulheres com mais de 30 anos possam planejar uma gravidez segura, na qual as complicações da gestação podem ser amenizadas, desde que haja um acompanhamento médico.
“Antes de engravidar, é fundamental que mulheres nestas faixas etárias busquem uma avaliação médica, assim pode-se fazer um rastreio de doenças pelo histórico pessoal e familiar; controlar possíveis doenças crônicas; estabilizar doenças autoimunes; e iniciar o uso de complementos vitamínicos,” esclarece o tacoginecologista.

A promotora de vendas Maria Joelma Pereira, 30, é uma, entre muitas mães, que optou por adiar a maternidade em busca de qualificação profissional e almejou o “momento certo” para a chegada de Gabriel, hoje com 3 meses. Acima do peso quando engravidou, Joelma procurou atendimento médico contínuo em busca de uma gestação mais tranquila.
“Quando engravidei tive muitas dúvidas, por mais que tivesse o acompanhamento do obstetra. Então, tomei conhecimento do grupo Gerando do Hapvida e lá fui acolhida com toda atenção que uma grávida precisa,” relembra a mãe de Gabriel.

O acompanhamento contínuo é a melhor opção para uma gravidez tranquila. Independente do tipo de gestação, o acompanhamento médico proporciona um monitoramento da gravidez e ajuda no controle da manifestação de doenças que podem interferir no bom andamento do pré-natal. Para isso, o Grupo Gerando, da Unidade Medicina Preventiva do Hapvida Saúde, atua desenvolvendo atividades que vão desde a realização de palestras até a promoção de oficinas, onde as futuras mães podem aprender um pouco mais acerca das mudanças do corpo materno, os primeiros cuidados com o recém-nascido, tipos de parto, dicas de alimentação saudável, relaxamento corporal, shantala (massagem relaxante de origem indiana, indicada para bebês) e etc. O Gerando reúne grupos de grávidas em um momento mensal, no qual elas recebem toda a atenção de obstetras, enfermeiros, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos que as acompanham durante toda a gestação.

De acordo com a enfermeira responsável pelo grupo, Catarina Aguiar, estas ações são importantes pelo seu caráter educativo e preventivo. “Educativo, pois as mães são instruídas em relação às mudanças e possibilidades do período gestacional e puerperal, além de prevenir as alterações indicativas de alguma anormalidade nesse período, propiciando o bem-estar, de mãe para filho”, explica a enfermeira. “Nestes encontros, o processo de aprendizagem é uma via de mão dupla, haja vista que as mães, com todas as suas expectativas, esperanças, ansiedade, conseguem expressar o turbilhão de emoções pelo qual estão passando, e os profissionais que as acolhem, sentem-se também agraciados por tais reações e experiências de vida”, finaliza Catarina.